sábado, 30 de setembro de 2017

ESPIRITO SANTO - O QUE SÃO OS SETE ESPÍRITOS DE DEUS




O que são os sete espíritos de Deus?

Segundo a interpretação mais aceite, os sete espíritos de Deus são o Espírito Santo, seu poder total. Outra interpretação comum é que os sete espíritos de Deus são sete anjos principais. A Bíblia não diz claramente o que os sete espíritos de Deus são mas deixa algumas pistas.
Os sete espíritos de Deus são mencionados apenas quatro vezes, no livro de Apocalipse:

  • Apocalipse 1:4-5 – uma saudação, pedindo a bênção de Deus sobre as igrejas
  • Apocalipse 3:1 – Deus revela Sua glória e poder à igreja de Sardes
  • Apocalipse 4:3-5 – descrição da glória da presença de Deus
  • Apocalipse 5:6 – Jesus é o cordeiro, com todo poder
Nessas passagens, os sete espíritos de Deus são representados por sete lâmpadas de fogo e por sete olhos. Logo, sabemos que os sete espíritos de Deus:

  • Estão na presença de Deus Pai
  • Estão unidos a Jesus
  • Veem tudo que acontece no mundo
  • Trazem e luz de Deus
Sete anjos



O livro de Apocalipse também fala sobre sete anjos que estavam sobre sete igrejas e sobre sete anjos que executavam as ordens de Deus sobre o mundo (Apocalipse 8,2). Algumas pessoas sugerem que os sete espíritos de Deus são os sete anjos que obedecem a Deus. Esses seriam anjos principais, dotados com grande poder, para fazer tudo que Deus ordena.
A Bíblia diz que os anjos são espíritos, enviados para ministrar aos cristãos e fazer a vontade de Deus (Hebreus 1:14). Alguns têm mais poder que outros, por isso é possível que os sete espíritos de Deus sejam anjos poderosos.

O Espírito Santo


Outras pessoas sugerem que os sete espíritos de Deus representam o Espírito Santo. Na Bíblia, o número sete muitas vezes representa totalidade, ou algo completo. Os sete espíritos de Deus poderão representar o poder ou a ação completa do Espírito Santo.
Em Apocalipse 1,4-5, João saúda as igrejas no nome daquele “que é, que era e que há de vir” (Deus Pai), Jesus Cristo (Deus Filho) e dos sete espíritos de Deus. Isso poderá indicar que os sete espíritos são o Espírito Santo. O Espírito Santo está diante de Deus Pai e está muito ligado à obra de Jesus. Ele também tem ação sobre todo o mundo
Se os sete espíritos representam o Espírito Santo, isso não significa que Ele está dividido em sete partes ou tem sete funções específicas. Apenas significa que seu trabalho é completo e que Ele pode agir em muitos lugares ao mesmo tempo.

VELA - O QUE A BÍBLIA DIZ SOBRE ACENDER VELA?




A Bíblia não ordena nem proíbe acender vela, exceto por idolatria ou feitiçaria, quando é pecado. Vela não tem nenhum poder especial. Usar vela para iluminação ou decoração não é pecado.

Na Bíblia, alguns conceitos são ilustrados com velas ou fogo. No Antigo Testamento, havia velas e candeias acesas diante de Deus no tabernáculo e, mais tarde, no templo (Levítico 24,3-4). A luz representava a forma como Deus ilumina a vida, revela as coisas escondidas e conhece as intenções do coração. O poder não estava nas velas; está em Deus.

Quando Jesus veio, ele declarou que ele é a luz do mundo. Todos os símbolos do Antigo Testamento apontavam para Jesus. Agora tinha chegado a verdadeira luz (João 1:3-5). Os símbolos, como as velas, já não são necessários.

Acender vela e oração

A prática de acender vela para orar não está na Bíblia. Os primeiros discípulos não acendiam velas com esse propósito. Velas eram usadas apenas para iluminação, porque não havia luz elétrica. Não eram usadas para ajudar na oração.

Acender vela não dá poder nenhum à oração. Uma oração com vela acesa é igual a uma oração sem vela para Deus. Ele não se agrada com vela, mas sim com um coração contrito e humilde. Não precisamos fazer sacrifícios, comprando velas para ganhar o favor de Deus (Salmos 51,16-17).

Em alguns casos, a vela pode ajudar a lembrar que Jesus é nossa luz e que ele deve ser o centro de nossas vidas, ou que nós fomos chamados para sermos luz para o mundo. Mas esse símbolo não é necessário nem exigido na Bíblia.

Acender vela para santos ou pelos mortos

Os mortos não precisam de vela. Eles estão mortos, seu destino já está selado e não há nada que nós vivos podemos fazer para mudar sua situação. Os mortos também não podem se comunicar conosco nem nos ajudar, e uma vela não vai mudar isso. Acender vela pelos mortos não é bíblico.

Os santos também não podem nos ajudar. E, mesmo se pudessem, suas orações não poderiam ser compradas com velas. Temos apenas um intercessor junto de Deus e não precisamos de mais nenhum – Jesus (1 Timóteo 2,5). Podemos fazer nossos pedidos diretamente a Jesus, sem intermediários, como santos ou velas.

Jesus nos ama e já está dando atenção a cada um de nós (Mateus 10,30); não precisamos fazer muita coisa para conseguir Sua atenção e Seu favor! Acender vela para pedir a ajuda dos santos ou dos mortos é falta de fé em Deus e Seu amor por nós. Em muitos casos, acender vela até se torna idolatria, porque o santo (ou até a vela) recebe a glória que só Deus merece.

Acender vela como decoração

O ato de acender uma vela em si não é pecaminoso. Não existe nada de errado em gostar do cheiro ou da luz de uma vela. O crente tem liberdade para acender vela se quiser (Romanos 14:22).

O mais importante é o coração. Se acender vela lhe deixa desconfortável ou é uma tentação para idolatria para você, então não use velas. Mas, se sua consciência permite, você pode usar.

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

ORAÇÃO - ORAR E JEJUAR




Como fazer jejum e oração?

Há muitas formas de fazer jejum e oração. O objetivo principal de fazer jejum e oração é ter mais comunhão com Deus.

Jejuar é um ato de fé em Deus. Quando jejuamos, colocamos Deus acima de nossas necessidades físicas. O jejum também é um tempo para focar em Deus, sem distrações. Por isso, o jejum está sempre ligado à oração (conversar com Deus).

O jejum pode ser total ou parcial (só comer alguns alimentos), com ou sem ingestão de líquidos. O crente também pode escolher abdicar de algumas atividades normais, como ver televisão ou ter relações sexuais. Cada pessoa pode escolher como vai fazer o jejum, de acordo com o que sentir que é de Deus.

Fazer jejum e oração é uma coisa entre você e Deus. Não serve para se mostrar mais espiritual nem para ter a aprovação de outras pessoas (Mateus 6:16-18). Você pode jejuar individualmente ou com outros crentes, orando juntos.

Como se preparar para jejuar e orar?

  • Ore, pedindo orientação a Deus para esse tempo.
  • Estabeleça quanto tempo vai durar o jejum; se você não está acostumado a jejuar, comece com um jejum pequeno (12 horas) para não causar problemas de saúde.
  • Decida o que não vai comer; um jejum total é mais indicado para períodos pequenos e um jejum parcial é melhor para vários dias ou profissões muito cansativas.
  • Organize seu horário – quanto tempo vai dedicar à oração?
  • Como vai equilibrar seus compromissos familiares e profissionais durante esse tempo? Sê organizado
  • Faça algumas refeições leves antes, para preparar o corpo; comer muito antes poderá causar um grande choque no sistema; evite também muito açúcar e cafeína.
  • Decida o objetivo de seu jejum; por que motivos você vai orar? Para obter respostas? Para mostrar arrependimento? Por libertação?

O que fazer durante o jejum?

  • Beba água com frequência; não faça um jejum muito longo sem água
  • Se você se sentir tonto ao fazer movimentos, mexa-se mais devagar
  • Evite situações onde há muita tentação para comer
  • Aproveite o tempo da refeição para orar e ler a Bíblia
  • Pense e medite nas coisas de Deus – Salmos 119:97
  • Ore pelos motivos que você decidiu para esse jejum – Filipenses 4:6
  • Passe algum tempo em silêncio com Deus
  • Obedeça às orientações de Deus
  • Se você sentir de Deus que deve parar, então pare! Não continue só para cumprir uma meta
Como quebrar o jejum?
  • Faça algumas refeições leves; quebrar o jejum com uma refeição pesada pode ser mau para a saúde
  • Agradeça a Deus por lhe ajudar durante o jejum e por qualquer bênção que tenha recebido – Colossenses 4:2
  • Procure pôr em prática o que aprendeu durante o tempo de jejum e oração – Tiago 1:22
Quantos tipos de jejum existem na Bíblia?

A Bíblia fala sobre três tipos principais de jejum de alimentos: o jejum total, o jejum com água e o jejum parcial. Também temos exemplos de abstenção de outras coisas da vida cotidiana, que poderão ser considerados jejum.

O jejum serve para você se aproximar de Deus, colocando suas necessidades espirituais em primeiro lugar. A comunhão com Deus é mais essencial que a própria comida! O jejum ajuda a concentrar um pouco mais nas coisas de Deus.

Na Bíblia encontramos exemplos de alguns tipos de jejum diferentes. Você pode realizar qualquer um desses jejuns, desde que sua saúde permita. Se você tem algum problema de saúde ou está grávida, consulte seu médico antes de realizar um jejum. Lembre-se: Deus não quer que você estrague sua saúde!

1. Jejum total

O jejum total é quando você não come nem bebe nada. Esse tipo de jejum foi praticado por Ester antes de ela falar com o rei da Pérsia para salvar seu povo (Ester 4:15-16). O jejum total deve ser praticado apenas por curtos períodos de tempo (12 horas – 3 dias).

Atenção! Esse é o tipo de jejum mais radical, que não deve ser praticado por mais que dois ou três dias. Passar mais tempo em jejum total poderá causar danos graves à sua saúde e até causar a morte. Seja prudente, ficar doente ou morrer por causa do jejum não glorifica a Deus.


2. Jejum com água

Esse é o tipo de jejum mais comum, em que você não come nada mas bebe água. Jesus provavelmente praticou esse jejum durante seus 40 dias no deserto, antes de começar seu ministério (Mateus 4:1-2). O jejum com água pode ser praticado por períodos de tempo mais longos que o jejum total.

Quando o jejum dura mais que três dias, é bom beber também outros tipos de líquidos, para o corpo não entrar em choque. Limonada ou outros sucos de fruta ou legumes ajudarão a manter a saúde durante um jejum mais prolongado.

3. Jejum parcial

O jejum parcial é quando você elimina apenas alguns alimentos de sua dieta, comendo de forma mais simples. Daniel fez esse tipo de jejum durante três semanas, antes de receber uma visão sobre o futuro (Daniel 10:2-3). O jejum parcial pode durar algumas semanas sem danos para a saúde.

No jejum parcial, você escolhe que tipo de alimento você não vai comer durante algum tempo. Normalmente, é comida gostosa ou especial, para ter uma dieta apenas de sobrevivência, não pelo gosto de comer. Se você tem algum problema de saúde, o jejum parcial é muito mais seguro que o jejum total ou o jejum com água.

4. Outros tipos de jejum

A Bíblia também fala de jejum de outros tipos de coisas, que não são alimentos. Em seu jejum parcial, Daniel também não usou perfume e 1 Coríntios 7:5 fala sobre a possibilidade de um casal se abster de relações sexuais para se dedicar mais à oração durante um curto espaço de tempo. No jejum de outras coisas, você pode se abster de qualquer atividade ou hábito para ter mais tempo para Deus.

Se você tem algum problema de saúde, que exige uma dieta rígida, esse tipo de jejum é uma boa alternativa. No entanto, você precisa tomar cuidado para escolher algo que não vai interferir na vida de outras pessoas. Por exemplo, no caso das relações sexuais, esse jejum precisa ter o consentimento do cônjuge.

Você pode juntar esse tipo de jejum a um jejum de alimentos, se você quiser. Não existem regras rígidas. Quando você decidir jejuar, escolha o tipo de jejum mais adequado para sua situação e adapte-o para tirar o máximo proveito do tempo com Deus.

Como fazer o Jejum de Daniel?
Para fazer jejum de Daniel é preciso fazer um jejum parcial, evitando comer coisas saborosas. O objetivo é ter mais comunhão com Deus, sacrificando o prazer de comer durante algum tempo. O jejum de Daniel pode ser mais prolongado que um jejum total de alimentos.
O Jejum de Daniel é bom para quem não pode se abster totalmente de comer por algum motivo. Também é recomendado para quem quer fazer um jejum mais longo, sem comprometer a saúde. A pessoa se alimenta mas controla seu apetite, colocando Deus acima do prazer de comer.
O que evitar no Jejum de Daniel?
Não há regras exatas na Bíblia para um jejum parcial. Cada pessoa deve decidir o que não vai comer, beber ou fazer durante o jejum. Algumas comidas que podem ser evitadas são:
  • Carne
  • Refrigerantes
  • Doces
  • Outras coisas que você gosta
Além de alimentos, você pode também fazer jejum de algumas atividades, como:
  • Relações sexuais
  • Tratamentos de beleza
  • Entretenimento (televisão, cinema, jogos...)
Atenção! Faça o jejum de acordo com suas possibilidades. Veja o que você consegue fazer, de acordo com sua saúde e situação familiar. Não precisa se abster de todas essas coisas mas faça o compromisso de se abster de alguma coisa. Use o tempo livre no jejum para orar, ler a Bíblia e buscar a orientação de Deus. Esse é o objetivo do jejum.
O que é o Jejum de Daniel na Bíblia?
O Jejum de Daniel é baseado no jejum que o profeta Daniel realizou na Babilônia.
O primeiro jejum que Daniel e seus amigos fizeram foi não comer a comida do rei da Babilônia. Eles só se alimentaram de vegetais e água durante todo o tempo que foram treinados para servir ao rei (Daniel 1:8; Daniel 1:16).
Outro jejum que Daniel fez durou três semanas. Nesse jejum, ele não comeu carne nem coisas saborosas e não bebeu vinho. Ele também não se perfumou durante esse tempo (Daniel 10:2-3).
Quanto tempo dura o jejum de Daniel?
Muitas pessoas seguem o exemplo de Daniel e fazem um jejum de três semanas. Mas o jejum pode durar o tempo que você determinar, de acordo com a vontade de Deus. Se você achar melhor fazer durante menos tempo, não é errado. Se quiser prolongar, também não tem problema.
Ore e estabeleça um tempo para o jejum. Se durante o jejum você sentir de Deus que deve parar ou prolongar o tempo, obedeça a Deus. O mais importante no jejum é seguir a vontade de Deus, não apenas cumprir metas.
Deus vai lhe abençoar durante o jejum. Não podemos saber exatamente o que vai acontecer nesse tempo, mas Deus vai agir de acordo com a necessidade


Atenção! Pessoas com problemas de saúde devem procurar orientação médica antes de fazer jejum. Estragar sua saúde não agrada a Deus.

ORAÇÃO - ORAR PELOS ENFERMOS.





O que a Bíblia diz sobre orar pelos enfermos?

A Bíblia diz que devemos orar para que Deus dê força e esperança aos enfermos. Também podemos orar pelos enfermos para que sejam curados. O poder para curar não vem de nós nem de nossas palavras mas vem de Deus.

Enquanto esteve na terra, Jesus curou muitas pessoas e ensinou seus discípulos a fazer o mesmo. Jesus disse que parte do ministério da Igreja é curar os doentes (Marcos 16:17-18). A oração é parte essencial do trabalho de cura.


Atenção! Deus também usa a medicina para curar. Devemos orar pelos enfermos mas também devemos procurar tratamento médico adequado. Também não devemos nos expor a situações de perigo de propósito para “obrigar” Deus a fazer um milagre. Isso é muito insensato (Mateus 4:5-7).

Como orar pelos enfermos?

A oração tem muito poder, porque estamos nos submetendo a Deus e pedindo Sua intervenção. Não existe nenhuma fórmula mágica mas devemos pedir com humildade e fé, no nome de Jesus.

Dentro da igreja, quem está doente deve chamar os líderes para orar por ele (Tiago 5,14-15). É bom ter pessoas maduras, que entendem a autoridade que Jesus nos dá, para ajudar. Também é importante pedir a permissão do enfermo para orar por ele.

Deus quer tratar da pessoa toda, não só da doença física. Por isso, a oração pelos enfermos também deve ser acompanhada pela explicação do Evangelho e o tratamento das “doenças” espirituais e emocionais. Os enfermos crentes também poderão precisar de ajuda espiritual em diferentes áreas de sua vida.

Isso não significa que a doença é resultado do pecado. Isso apenas acontece em algumas situações. Devemos tentar criar um ambiente onde o doente sabe que pode confessar pecados se achar necessário, mas sem fazer acusações. Também não significa falta de fé. Muitas pessoas cheias de fé ficam doentes. Deus não livra de todas as doenças.

E se a pessoa não é curada?

Não podemos forçar a Deus. Nossa primeira oração deve ser sempre que a vontade de Deus seja feita e que Ele seja glorificado (Mateus 6,9-10). Às vezes Deus tem outros planos.

Não devemos culpar o enfermo nem a nós próprios. O poder não vem de nós. Dependendo da situação, Deus pode ter planos maiores, que ainda não entendemos. Deus pode usar até uma doença grave para abençoar pessoas! (Gálatas 4,13)

Mesmo assim, é importante orar por cura. Sabemos que Deus tem poder e fica feliz em curar. Se orarmos pelos enfermos, poderemos nem sempre ver cura, mas se não orarmos, nunca veremos cura!

Em algumas situações, precisamos continuar orando e ter paciência. Deus pode curar de várias formas naturais ou sobrenaturais e nem sempre acontece instantaneamente. Mesmo se não curar, devemos ajudar os enfermos e mostrar o amor de Deus com nossas orações e nosso carinho (Mateus 25,37-40).

ORAÇÃO - O QUE SIGNIFICA ORAR SEM CESSAR?



O que significa orar sem cessar?

Orar sem cessar significa ter sempre o coração voltado para Deus e para as coisas de Deus. Orar cria intimidade com Deus e ajuda em todas as situações da vida. Orar sem cessar é estar sempre consciente da presença de Deus e convidá-lo a participar de sua vida.

A Bíblia diz que devemos orar continuamente (1 Tessalonicenses 5,17). Em tudo que fazemos podemos nos lembrar de Deus e falar com Ele. Deus não está longe. Ele está junto de nós e quer fazer parte de nossa vida diária. Orar sem cessar é pedir a Deus para estar envolvido em cada momento de nossa vida.

Orar também é ficar atento para ouvir o que Deus quer dizer. Orar é uma conversa, onde falamos e ouvimos a resposta. Orar sem cessar é estar sempre atento para a vontade de Deus na vida diária ("9- Por esse motivo, desde o dia em que ficamos sabendo de tudo isso, nunca paramos de orar em favor de vocês. Pedimos a Deus que encha vocês com o conhecimento da sua vontade e com toda a sabedoria e compreensão que o Espírito de Deus dá. " Colossenses 1,9).

Como orar sem cessar?

Orar sem cessar não é ficar sempre repetindo a mesma coisa, nem ficar o dia todo no quarto orando ("7 — Nas suas orações, não fiquem repetindo o que vocês já disseram, como fazem os pagãos. Eles pensam que Deus os ouvirá porque fazem orações compridas. 8- Não sejam como eles, pois, antes de vocês pedirem, o Pai de vocês já sabe o que vocês precisam.Mateus 6,7-8). É bom tirar tempo para estar a sós com Deus e, em algumas situações, precisamos persistir na oração por certos assuntos. Mas orar continuamente é uma coisa que podemos fazer em todo tempo e em qualquer lugar.

Algumas coisas que podemos fazer para aprender a orar sem cessar são:
  • Agradecer – sempre que nos acontece alguma coisa boa ou lembramos de uma bênção, podemos agradecer a Deus por isso – "18- e sejam agradecidos a Deus em todas as ocasiões. Isso é o que Deus quer de vocês por estarem unidos com Cristo Jesus." (1 Tessalonicenses 5,18)
  • Pedir ajuda a Deus – quando estamos frustrados, desanimados ou enfrentamos alguma situação difícil, podemos pedir a ajuda de Deus para superar o problema – "6- Não se preocupem com nada, mas em todas as orações peçam a Deus o que vocês precisam e orem sempre com o coração agradecido." Filipenses 4,6
  • Abençoar – quando vemos nossos amigos e parentes, podemos agradecer a Deus por suas vidas e pedir Sua bênção sobre suas vidas – "Epafras, outro que é da igreja de vocês e é servo de Cristo Jesus, também manda saudações. Ele sempre ora com fervor por vocês. Ele pede a Deus que faça com que vocês sejam sempre firmes, espiritualmente maduros e prontos para cumprir tudo o que Deus quer." Colossenses 4,12
  • Perguntar a Deus “o que Você acha disso?” – quando estamos tentando formar opiniões, podemos pedir a ajuda de Deus para entender o que a Bíblia diz sobre o assunto – "5- Mas, se alguém tem falta de sabedoria, peça a Deus, e ele a dará porque é generoso e dá com bondade a todos."Tiago 1,5
Não precisamos sempre orar em voz alta ou com os olhos fechados. Deus aceita orações pensadas, simples, sem palavras bonitas, apressadas... Podemos orar a Deus em todo tempo e de muitas maneiras.

ORAÇÃO - ORAÇÃO TEM PODER? QUAL O PODER DA ORAÇÃO?






Oração tem poder? Qual é o poder da oração?

Sim, oração tem poder porque Deus usa nossas orações para fazer milagres. A Bíblia diz que Deus dá poder à oração. Orar para Deus transforma nossas vidas.

A oração é muito importante na vida do cristão. Quando oramos, ficamos mais próximos de Deus. Por isso, é muito importante criar o hábito de orar em todas as situações ("orem sempre." 1 Tessalonicenses 5,17).

Qual é o poder da oração?

Deus é o poder por trás da oração. Sem Deus, a oração não tem poder nenhum. Mas quando cremos em Deus, a oração tem poder para:

Curar – em resposta à oração, Deus pode curar doenças físicas e psicológicas, dor emocional e sofrimento espiritual.

Libertar – a oração tem poder para libertar da opressão espiritual do diabo e do pecado; a oração pode libertar de vícios – ("17- Aos que crerem será dado o poder de fazer estes milagres: expulsar demônios pelo poder do meu nome e falar novas línguas; 18- se pegarem em cobras ou beberem algum veneno, não sofrerão nenhum mal; e, quando puserem as mãos sobre os doentes, estes ficarão curados." Marcos 16,17-18)

Fortalecer – a oração nos ajuda a focar em Deus e Seu poder; através da oração, Ele nos dá a força que precisamos para superar as dificuldades

Perdoar – a oração de arrependimento nos traz o perdão de Deus; quando oramos, Deus também nos ajuda a perdoar outras pessoas que nos machucaram – ("25- E, quando estiverem orando, perdoem os que os ofenderam, para que o Pai de vocês, que está no céu, perdoe as ofensas de vocês." Marcos 11,25)

Fazer outros milagres – não há limites para o poder de Deus; respondendo a orações, Deus já abriu caminhos na água, mandou fogo do céu, ressuscitou mortos, multiplicou comida, abriu portas de prisões, mudou o tempo...

Como orar com poder?

Não existe nenhuma fórmula mágica para oração poderosa. Deus faz o que pedimos quando isso é da Sua vontade. Não podemos manipular a Deus ("2- Vocês querem muitas coisas; mas, como não podem tê-las, estão prontos até para matar a fim de consegui-las. Vocês as desejam ardentemente; mas, como não conseguem possuí-las, brigam e lutam. Não conseguem o que querem porque não pedem a Deus. 3- E, quando pedem, não recebem porque os seus motivos são maus. Vocês pedem coisas a fim de usá-las para os seus próprios prazeres." Tiago 4,2-3).

Mas a Bíblia também diz que devemos pedir confiando que Deus vai atender à oração ("3E tudo o que vocês pedirem em meu nome eu farei, a fim de que o Filho revele a natureza gloriosa do Pai. 14Eu farei qualquer coisa que vocês me pedirem em meu nome." João 14,13-14). Deus tem poder para fazer tudo que pedimos e muito mais! Nada é impossível para Deus.

Para ver o poder da oração, precisamos pedir de acordo com a vontade de Deus ("14Quando estamos na presença de Deus, temos coragem por causa do seguinte: se pedimos alguma coisa de acordo com a sua vontade, temos a certeza de que ele nos ouve. 15Assim sabemos que ele nos ouve quando lhe pedimos alguma coisa. E, como sabemos que isso é verdade, sabemos também que ele nos dá o que lhe pedimos." 1 João 5,14-15). Por isso, devemos pedir que a vontade de Deus seja feita e que se torne também nossa vontade. Quanto mais oramos e buscamos a vontade de Deus, mais ficamos em sintonia com Ele e nossas orações se tornarão mais efetivas.