sexta-feira, 23 de junho de 2017

PRECAUÇÕES PARA NÃO PECAR CONTRA DEUS


PRECAUÇÕES PARA NÃO PECAR CONTRA DEUS




INTRODUÇÃO: Texto bíblico principal: Salmo 119,11 – “Guardo a tua palavra no meu coração para não pecar contra ti.”

1. Há pessoas que se preocupam mais em cuidar para não ofender aos outros do que a Deus.
2. Há outras pessoas que ofendem ao próximo sem saber que, com isso, ofendem a Deus.
3. Há ainda outras pessoas que estão em plena rebelião (pecado) contra Deus e gostariam de mudar de atitude, e o salmista Davi apresenta os passos:

I.              PRIMEIRO PASSO PARA NÃO PECAR CONTRA DEUS É POSSUIR O BEM MAIS PRECIOSO: A BÍBLIA

1. A Bíblia é a Palavra de Deus no mundo, as Escrituras Sagradas.
2. A Bíblia é o livro mais importante do mundo, o Livro dos livros.
3. A Bíblia é o bem mais precioso no mundo, o tesouro mais valioso.

II.            SEGUNDO PASSO PARA NÃO PECAR CONTRA DEUS É GUARDAR A BÍBLIA NO MELHOR LUGAR: O CORAÇÃO

1. O coração é uma expressão para referir-se à sede das emoções, das decisões e da vida.
2. O coração é a sala de comando do mal, do pecado e da rebelião (Marcos 7:21-22).
3. O coração é o melhor lugar para guardar a Bíblia como o tesouro mais precioso.

III.           TERCEIRO PASSO PARA NÃO PECAR CONTRA DEUS É TER O MAIS ELEVADO IDEAL: NÃO PECAR

1. Não pecar contra Deus é o mais nobre, o mais alto e o melhor dos ideais humanos.
2. Não pecar contra Deus deve ser o foco principal de quem deseja praticar o que é certo e bom.
3. Não pecar contra Deus só será possível depois de guardar no melhor lugar (o coração) o bem mais precioso (A Bíblia).

CONCLUSÃO:

Para concluir apresento três frases de Charles Haddon Spurgeon, de seu livro: “Salmo 119 – O Alfabeto de Ouro” que sintetizam este sermão:
1. Primeira, “A Palavra de Deus é o melhor preventivo para a ofensa contra Deus, pois ela expressa sua mente e vontade e se propõe a levar nosso espírito a conformar-se com o divino Espírito”.
2. Segunda, “Nenhuma cura para o pecado na vida se compara à Palavra [de Deus] na sede da vida, que é o coração”.
3. Terceira, “Quando a Palavra [de Deus] está escondida no coração, a vida estará resguardada do pecado”.

APELO:

1. Tenha a Bíblia como o bem mais precioso do que qualquer tesouro.
2. Tenha no coração um espaço para guardar o bem mais precioso.
3. Tenha como o mais alto ideal na vida o viver sem pecar contra Deus.


quinta-feira, 15 de junho de 2017

A homossexualidade e a Bíblia

A homossexualidade e a Bíblia


Recentemente o governo americano aprovou o casamento de pessoas do mesmo sexo, porém, devemos lembrar que, muito antes de qualquer governo existir, o casamento foi criado por Aquele que fez o homem e a mulher - DEUS. A Bíblia mostra que o Deus Todo-poderoso é quem criou o casamento, por isso Ele é o único que pode defini-lo. As decisões do Senhor não estão sujeitas a revisões feitas por nenhum tribunal humano, e ir contra a Sua Palavra pode ser muito perigoso (Leia: ).
De tudo o que lemos na Bíblia, o casamento é destinado exclusivamente para um homem e uma mulher, heterossexual. A definição do casamento é essa: "Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne" (Gênesis 2:24).
Esta questão tem gerado conflitos entre as pessoas que defendem a homossexualidade e aqueles que não concordam com ela. Eu acredito que alguns cristãos tem feito algo vergonhoso em destacar a comunidade gay como uma espécie de "super-pecadores", como se o pecado do homossexualismo fosse pior do que os outros. Eu não concordo com nenhum tipo de preconceito e intolerância, e não creio que esta é a vontade de Deus ou uma expressão do Seu amor e graça. Jesus disse que devemos ser o sal e a luz neste mundo, e devemos falar a verdade da Palavra de Deus para essa sociedade que está correndo na direção oposta, em declínio moral, mas nunca podemos desrespeitar as pessoas.
A Bíblia tem regras muito bem definidas para o sexo. Ele foi feito para ser desfrutado de um casamento entre um homem e uma mulher e qualquer prática fora disso, pode causar destruição emocional, espiritual e até mesmo física. Qualquer forma de sexo homossexual está fora dos limites do plano de Deus e por isso é pecado. (Leia Romanos 1:19-32 e 1 Coríntios 6:9,10).
Lembre-se: . Se você está vivendo um estilo de vida homossexual, saiba que Deus te ama! Ele quer ter comunhão com você. No entanto, isso não significa que Ele concorde com seu estilo de vida. Qualquer um de nós pode cair na armadilha de querer justificar algum tipo de pecado, seja ele sexual ou não, mas se escolhermos continuar nele, sem arrependimento, o pecado irá nos tornar cada vez mais insensíveis e cegos para a verdade de Deus, e ao final, poderá nos levará à morte eterna. Por isso, o melhor a fazer é nos arrependermos e abandonarmos qualquer estilo de vida que desagrade ao Senhor.
"Quem esconde os seus pecados não prospera, mas quem os confessa e os abandona encontra misericórdia. Como é feliz o homem constante no temor do Senhor! Mas quem endurece o coração cairá na desgraça" (Provérbios 28:13,14).
"Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça. Se afirmarmos que não temos cometido pecado, fazemos de Deus um mentiroso, e a sua palavra não está em nós" (1 João 1:9,10).
"" (Romanos 6:23)
Estamos vivendo uma época muito perigosa onde as pessoas querem reescrever (ou ignorar) a Palavra de Deus para encaixá-la às suas escolhas, ao invés de mudar suas escolhas para se adaptarem à Palavra de Deus. Por isso, quero encorajá-lo a confiar no Senhor o suficiente para buscar viver os planos que Ele tem para todas as áreas da sua vida.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

ADULTÉRIO




ADULTÉRIO

2Sm 11

O adultério é expressamente proibido no sétimo mandamento, Não adulteraras. (Ex 20,14 e Dt 5,18).

Mas, o que É mesmo adultério?

A definição é claríssima: violação, transgressão da regra de fidelidade conjugal imposta aos cônjuges pelo contrato matrimonial, cujo princípio consiste em não se manterem relações carnais com outrem fora do casamento.

O QUE A BÍBLIA DIZ

Na Bíblia, adultério costuma se referir às relações sexuais consensuais entre uma pessoa casada — homem ou mulher — e alguém que não é seu cônjuge. (Jó 24,15; Provérbios 30,20) O adultério é detestável aos olhos de Deus. No antigo Israel, essa ação era punida com a morte. (Levítico 18,20.22.29) Jesus ensinou que seus seguidores não devem cometer adultério. — Mateus 5,27-28; Lucas 18,18-20.

POR QUE É UM ASSUNTO IMPORTANTE

O adúltero quebra o voto solene que fez ao cônjuge quando se casaram. Ele também comete um ‘pecado contra Deus’. (Gênesis 39:7-9) O adultério pode cruelmente separar os filhos de um dos pais. Além disso, a Bíblia avisa que “Deus julgará (...) os adúlteros.” — Hebreus 13,4.

“O matrimônio seja honroso entre todos e o leito conjugal imaculado.” — Hebreus 13,4.

O diabo tem investido alto na grande missão de tornar o adultério algo comum, normal, aceitável por todos. Veja-se, por exemplo, os filmes, programas e em especial as novelas nacionais, o adultério esta sempre presente; transmitindo uma imagem de correto ou de solução para problemas conjugais; a forma que é tratada as cenas, induzem aos telespectadores a aceitar e a torcer pelo casal adultero. É o diabo plantando no subconsciente coletivo a idéia desta prática, é lamentável, mas, tem sido muito bem sucedido em suas investidas.

No meio cristão, o adultério tem encontrado lugar, não é raro surgirem comentários estarrecedores desta prática em igrejas, abalando a boa moral da obra do Senhor.

O que leva o servo do Senhor a cair em tais situações?

A resposta mais acertada seria: Falta de vigilância!

O Senhor nos alerta a estarmos vigilantes: Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca. (Mt 26,41) O diabo está muito próximo (Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar. 1Pe 5,8), ávido por brechas através das quais acessa o homem e o influencia a agir segundo a carne. O Adultério tem sua principal causa na falta de vigilância, o pecado abre acesso para a ação maligna na vida.

Há inúmeros fatores que facilitam ao cônjuge permitir que pensamentos impuros surjam em suas mentes, quando alimentados produzem o ato.

Enumero algumas:

> Más companhias:

Felizes são aqueles que não se deixam levar pelos conselhos dos maus, que não seguem o exemplo dos que não querem saber de Deus e que não se juntam com os que zombam de tudo o que é sagrado! (Sl 1,1 NTLH).

É preciso que saibamos escolher as pessoas que vamos constituir como amigos. Jamais devemos criar laços de amizades com pessoas que reconhecidamente são indignas, e, que vivem segundo os impulsos deste mundo pervertido. Há um provérbio popular que exprime grande sabedoria e realidade, observe: “Diga-me com quem andas e direi quem és! E Quem são teus amigos? Companheiros? Confidentes? Conselheiros? Orientadores? Devemos possuir a mente de Cristo e apenas os cheios do Espírito Santo possui a mente de Cristo e estão aptos a serem o nosso próximo, muito próximos. É necessário que haja limites e discernimento no agir.

> Concupiscência dos olhos:

“Mas eu lhes digo: quem olhar para uma mulher e desejar possuí-la já cometeu adultério no seu coração.” (Mt 5,28 NTLH).

O Senhor Jesus falando as multidões faz referência ao adultério e foi taxativo ao afirmar: “Quem olhar uma mulher (homem) com desejo sexual, já adulterou com ela (ele)”, este texto se aplica com o mesmo valor as mulheres.

Amados de Deus, se não tens estrutura suficiente para resistir aos desejos que surgem no interior, a melhor solução é evitar freqüentar determinados locais (praias, piscinas, etc). Jesus completa dizendo: “Portanto, se o seu olho direito faz com que você peque, arranque-o e jogue-o fora. Pois é melhor perder uma parte do seu corpo do que o corpo inteiro ser atirado no inferno.” (Mt 5,29 NTLH). Na realidade o Senhor não quer que você extirpe o olho, mas, que saiba usá-lo, que não seja instrumento de pecado. Se não tens força o suficiente, evite!

> Falta de sabedoria do cônjuge:

“Que os dois não se neguem um ao outro, a não ser que concordem em não ter relações por algum tempo a fim de se dedicar à oração. Mas depois devem voltar a ter relações, a fim de não caírem nas tentações de Satanás por não poderem se dominar.” (1Cor 7,5 NTLH)
O sexo é uma prática que deve ser normal no seio do casamento, sua ausência por algum tempo, necessita do consentimento do cônjuge. Infelizmente, a falta de sabedoria tem encontrado lugar em muitas vidas e regras quanto à freqüência das relações sexuais são inventadas e determinadas como lei, a conseqüência e o surgimento de intrigas, que abrem brechas para a ação do maligno; este possui em suas mãos todo um universo de sexo a oferecer. Irmãos queridos ouçam as palavras ungidas do Apóstolo Paulo e deixem que o óleo do Espírito Santo seja derramado sobre vossas vidas.

A prática do sexo é restrita aos casais casados. Os solteiros que mantêm uma vida sexual ativa estão em pecado e são destituídos da glória do Senhor.

O mandamento do Senhor para conosco é que sejamos santos! Firmes! (“Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis.” Ef 6,13) o suficiente para não sermos abalados por nada que se levante contra a vida, enquanto, passamos por esta terra. Os costumes comuns aos filhos dos homens, jamais deve, encontrar lugar na vida dos filhos de Deus.

“Em todas essas situações temos a vitória completa por meio daquele que nos amou. Pois eu tenho a certeza de que nada pode nos separar do amor de Deus: nem a morte, nem a vida; nem os anjos, nem outras autoridades ou poderes celestiais; nem o presente, nem o futuro; nem o mundo lá de cima, nem o mundo lá de baixo. Em todo o Universo não há nada que possa nos separar do amor de Deus, que é nosso por meio de Cristo Jesus, o nosso Senhor.” Rm 8.37-39.

O adultério automaticamente põe fim ao casamento?

O QUE A BÍBLIA DIZ

A Bíblia permite que uma pessoa termine o casamento se seu cônjuge cometeu imoralidade sexual. (Mateus 19,9) Isso significa que, depois do ato de infidelidade, o cônjuge inocente tem o direito de decidir se continuará com o cônjuge infiel ou se pedirá o divórcio. Essa é uma decisão pessoal. — Gálatas 6,5.

Aos olhos de Deus o casamento é uma união sagrada para a vida toda. (1 Coríntios 7,39) Por isso, Deus odeia quando uma pessoa busca o divórcio por motivos fúteis, como simplesmente não estar satisfeito com o cônjuge. Portanto, divorciar-se ou não é uma decisão que não deve ser encarada de forma leviana. — Malaquias 2,16; Mateus 19,3-6.


O adultério é um pecado imperdoável?

O QUE A BÍBLIA DIZ

O adultério não é um pecado imperdoável. A Bíblia diz que Deus mostra misericórdia aos que se arrependem de seus pecados e abandonam uma conduta errada — incluindo o adultério. (Atos 3,19; Gálatas 5,19-21) De fato, a Bíblia fala de homens e mulheres que deixaram de praticar o adultério e mais tarde se tornaram amigos de Deus. — 1 Coríntios 6,9-11.

Deus mostrou misericórdia no caso do Rei Davi do antigo Israel. Davi cometeu adultério com a esposa de um dos oficiais de seu exército. (2 Samuel 11:2-4). A Bíblia diz claramente que o que ele fez foi errado aos olhos de Deus. (2 Samuel 11,27) Depois de receber correção, Davi se arrependeu, e Deus o perdoou. Mesmo assim, Davi teve de sofrer as conseqüências de suas ações. (2 Samuel 12,13-14) O sábio Rei Salomão mais tarde afirmou que “quem comete adultério . . . é falto de boa motivação”. — Provérbios 6,32, nota.

O QUE VOCÊ PODE FAZER

Se você cometeu adultério, precisa pedir perdão tanto a Deus como a seu cônjuge. (Salmo 51,1-5) Aprenda a odiar o adultério assim como Deus o odeia. (Salmo 97,10) Esteja determinado a evitar pornografia, fantasias sexuais, flerte ou qualquer outra coisa que possa levar você a ter interesse sexual em alguém que não é seu cônjuge. — Mateus 5,27-28; Tiago 1,14-15.

Se você foi vítima de adultério, saiba que Deus entende seus sentimentos. (Malaquias 2,13-14) Peça que ele o console e o oriente, e ele lhe dará seu apoio. (Salmo 55,22) Se você decidir perdoar seu cônjuge e continuar casado, vocês dois precisarão se esforçar para reconstruir o casamento. — Efésios 4,32.


quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

COMO É O MUNDO ESPIRITUAL.

COMO É O MUNDO ESPIRITUAL.



Você já ficou pensando em como é o mundo espiritual e quem está lá? Se já, você não é o único. Por milhares de anos, os humanos desenvolveram muitas crenças sobre esse assunto. Alguns acreditam que o céu é um lugar de paz e tranquilidade, onde moram os anjos e as pessoas boas que já morreram. Outros acham que é o lar de seus antepassados, que merecem ser lembrados e respeitados. E muitos creem que o mundo espiritual é o lugar onde moram milhões de deuses.

Também, alguns dizem que é impossível saber a verdade sobre o mundo espiritual porque ninguém nunca veio de lá para contar como é. Mas isso não é verdade. Antes de Jesus vir à Terra, ele existia no céu, no mundo espiritual. Ele disse a alguns líderes religiosos dos seus dias: “Desci do céu não para fazer a minha própria vontade, mas a vontade daquele que me enviou.” (Jo 6,38) Ele também disse aos seus apóstolos: “Na casa do meu Pai há muitas moradas.” (Jô 14,2) Ele podia dizer isso porque conhecia o céu pessoalmente.


Quando Jesus falou de seu Pai, ele estava se referindo a Deus, e a “casa” dele fica nos céus. (Sl 83,18). Assim, a Santíssima Trindade é melhor para descrever como é o mundo espiritual. Revelaram muitas coisas sobre o céu a alguns servos fiéis do passado. Fizeram isso por meio de visões impressionantes.

Ao ler sobre essas visões, lembre-se de que o mundo espiritual é diferente do mundo físico. Não dá para ver ou tocar as coisas do mundo espiritual. Mesmo assim, quando Deus transmitiu visões do céu a alguns homens, ele usou imagens de coisas materiais. Ele preferiu explicar o mundo espiritual de um modo que nós podemos entender. Essas visões vão nos ajudar a conhecer melhor os que vivem nas “muitas moradas” do mundo espiritual.

Visões do invisível mundo espiritual

A Bíblia contém várias visões impressionantes sobre o céu. Ler sobre essas visões é como abrir uma janela para ver o mundo espiritual. Você vai se surpreender com o que a Bíblia diz. É claro que nem tudo nessas visões deve ser entendido ao pé da letra. Mas elas vão ajudar você a entender como é o céu e como as pessoas que vivem lá podem influenciar a sua vida.

O DEUS ALTÍSSIMO

“Vi um trono no céu, e alguém estava sentado no trono. Aquele que estava sentado tinha a aparência de pedras de jaspe e de sárdio, e ao redor do trono havia um arco-íris de aparência semelhante à esmeralda.” — Apocalipse 4,2.3.

“Havia uma luz resplandecente em todo o seu redor, como a de um arco-íris numa nuvem num dia chuvoso. Essa era a aparência da luz resplandecente que havia ao redor. Parecia a glória de Deus.” — Ezequiel 1,27.28.

Essas visões do apóstolo João e do profeta Ezequiel mostram a grandeza do Deus Altíssimo. Dá até para visualizar as imagens usadas nessas visões: um arco-íris, um trono magnífico e lindas pedras preciosas. Isso nos ajuda a entender que a presença de Jeová é impressionante, de tirar o fôlego, mas ao mesmo tempo transmite tranquilidade e uma sensação de bem-estar.

Tudo isso combina com as palavras do salmista: “Deus é grande e digno de todo louvor. Ele inspira temor, mais do que todos os outros deuses. Todos os deuses dos povos são deuses sem valor, mas Jeová é aquele que fez os céus. Na sua presença há majestade e esplendor; no seu santuário há força e beleza.” — Salmo 96,4-6.

Fica claro que é o Deus Altíssimo. Mesmo assim, ele quer que nos aproximemos dele por meio da oração, e nos dá a certeza de que ele nos ouve. (Salmo 65,2) Deus nos ama e se preocupa conosco. Por isso, o apóstolo João escreveu: “Deus é amor.” — 1 João 4,8.

JESUS ESTÁ AO LADO DE DEUS

“[Estevão, que era seguidor de Cristo,] cheio de espírito santo, olhou fixamente para o céu e viu a glória de Deus, e Jesus em pé à direita de Deus, e disse: ‘Estou vendo o céu aberto, e o Filho do homem em pé à direita de Deus. ’” — Atos 7,55-56.

Estevão teve essa visão pouco depois que Jesus morreu. Ele estava falando com os mesmos líderes religiosos judeus que planejaram a morte de Jesus. Essa visão confirmou que Jesus estava vivo no céu. Ele tinha sido ressuscitado e estava numa posição privilegiada. Sobre isso, o apóstolo Paulo escreveu: “[Deus] levantou [Jesus] dentre os mortos e o fez sentar-se à sua direita nos lugares celestiais, muito acima de todo governo, autoridade, poder, domínio e todo nome que possa ser dado, não só neste sistema de coisas, mas também no que virá.” — Efésios 1,20-21.

A Bíblia não fala só da posição importante que Jesus tem. Ela também mostra que ele, assim como seu Pai, tem muito carinho pelas pessoas na Terra. Enquanto estava aqui, Jesus curou os doentes e ressuscitou os mortos. Ele deu a sua vida por nós, e isso foi uma prova do seu amor por Deus e pelos humanos. (Efésios 2,4-5) Agora, Jesus está ao lado de Deus e, em breve, vai usar sua autoridade e abençoar todas as pessoas obedientes.

ANJOS SERVEM A DEUS

O profeta Daniel disse: “Continuei olhando até que foram colocados tronos, e o Antigo de Dias se sentou. . . . Mil vezes mil o serviam, e dez mil vezes dez mil estavam de pé diante dele.” — Daniel 7,9.10.

Nessa visão, Daniel viu milhões de anjos diante de Deus. Deve ter sido uma visão fascinante! Os anjos são seres espirituais incríveis. Eles são muito inteligentes e poderosos. Existem diferentes tipos de anjos. A Bíblia fala, por exemplo, dos querubins e dos serafins. Anjos são mencionados mais de 250 vezes na Bíblia.

Os anjos não são humanos que morreram e depois foram viver no céu. Deus criou os anjos muito antes de criar o primeiro ser humano. Quando ‘os alicerces da Terra foram lançados’, ou seja, quando a Terra foi criada, os anjos já existiam, e a Bíblia diz que eles deram gritos de louvor. — Jó 38,4-7.

Os anjos fiéis continuam servindo a Deus hoje. Eles participam no trabalho mais importante que está sendo realizado na Terra: a pregação das boas novas do Reino de Deus. (Mateus 24,14) Isso foi revelado numa visão que o apóstolo João teve. Ele escreveu: “Vi outro anjo voando pelo meio do céu, e ele tinha boas novas eternas para declarar aos que moram na terra, a toda nação, tribo, língua e povo.” (Apocalipse 14,6) Hoje os anjos não falam com as pessoas como faziam no passado. Mas eles ajudam os que pregam as boas novas a encontrar pessoas sinceras.

SATANÁS ENGANA MILHÕES DE PESSOAS.

“Irrompeu uma guerra no céu: Miguel e os seus anjos batalharam contra o dragão, e o dragão e os seus anjos batalharam, mas eles não venceram, nem se achou mais lugar para eles no céu. Assim, foi lançado para baixo o grande dragão, a serpente original, o chamado Diabo e Satanás, que está enganando toda a terra habitada. Ele foi lançado para baixo, à terra, e os seus anjos foram lançados para baixo junto com ele.” — Apocalipse 12,7-9.

O céu nem sempre foi um lugar tranquilo. No começo da história humana, um anjo passou a ter um forte desejo de ser adorado. Ele se opôs a Deus e se tornou Satanás, que significa “Opositor”. Outros anjos também fizeram isso e se tornaram demônios. Satanás e os demônios são extremamente perversos. Eles rejeitaram as orientações amorosas de Jeová e levaram a maioria das pessoas na Terra a fazer o mesmo.

Esses anjos maus são imorais, corruptos e cruéis. Eles odeiam os humanos e já contribuíram para muito sofrimento aqui na Terra. Por exemplo, Satanás matou os animais e os servos de Jó, um homem fiel do passado. Depois, ele causou “um forte vento” que derrubou a casa onde estavam os dez filhos de Jó. Todos eles morreram. Além de todo esse mal, Satanás ainda atacou Jó com “furúnculos dolorosos, desde a sola dos pés até o alto da cabeça”. — Jó 1,7-19; 2,7.

Mas a boa notícia é que, em pouco tempo, Satanás será destruído. Ele já foi lançado para a Terra e “sabe que lhe resta pouco tempo”. (Apocalipse 12,12) Satanás está condenado à morte!

HUMANOS QUE VÃO PARA O CÉU

“[Jesus] comprou pessoas para Deus, de toda tribo, língua, povo e nação, e fez deles um reino e sacerdotes para o nosso Deus, e eles reinarão sobre a terra.” — Apocalipse 5,9-10.
Jesus não foi o único a ser ressuscitado para viver no céu. Algumas pessoas da Terra também vão para lá. Jesus disse aos seus apóstolos fiéis: “Vou embora para preparar um lugar para vocês. Também, . . . virei novamente e os levarei comigo, para que, onde eu estiver, vocês também estejam.” — João 14,2-3.

Os humanos que vão para o céu têm um trabalho a fazer. Junto com Jesus, eles vão fazer parte de um Reino que governará sobre toda a Terra. Eles farão coisas maravilhosas por nós. Jesus falou desse Reino para seus seguidores quando ensinou a oração-modelo: “Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino. Seja feita a tua vontade, como no céu, assim também na terra.” — Mateus 6,9-10.

BÊNÇÃOS DO CÉU PARA OS HUMANOS

O apóstolo João escreveu: “Ouvi uma voz alta do trono dizer: ‘Veja! A tenda de Deus está com a humanidade. . . . Ele enxugará dos seus olhos toda lágrima, e não haverá mais morte, nem haverá mais tristeza, nem choro, nem dor. As coisas anteriores já passaram.’” — Apocalipse 21,3-4.

Essa visão fala do futuro. Os governantes do Reino de Deus, ou seja, Jesus e os humanos que vão para o céu, acabarão com a influência de Satanás e transformarão a Terra em um Paraíso. Todo o sofrimento e a tristeza da humanidade vão ser coisas do passado. Até a morte vai deixar de existir!

Mas bilhões de pessoas já morreram e não vão ser ressuscitadas para viver no céu. O que vai acontecer com elas? No futuro, elas vão poder viver para sempre no Paraíso na Terra. — Lucas 23,43.

VOCÊ NÃO PRECISA TER MEDO DOS DEMÔNIOS

Milhões de pessoas estão escravizadas a superstições e ao medo de espíritos maus. Para se proteger, elas usam amuletos, talismãs e poções mágicas. Mas você não precisa recorrer a essas coisas. O Deus verdadeiro, Jeová, é muito mais poderoso do que Satanás. Se você confiar em Jeová, ele vai proteger você. A Bíblia nos garante: “Os olhos de Jeová percorrem toda a terra, para mostrar a sua força a favor daqueles que têm o coração pleno para com ele.” — 2 Crônicas 16,9.

Aprender sobre o que agrada a Deus e colocar isso em prática é a chave para ganhar a proteção dele. Por exemplo, no tempo dos apóstolos, os cristãos na cidade de Éfeso juntaram todos os seus livros de magia e os queimaram. (Atos 19,19-20) Do mesmo modo, para que Deus nos dê sua proteção, precisamos jogar fora qualquer objeto relacionado a práticas demoníacas. Isso inclui talismãs, amuletos, livros sobre ocultismo, santinhos e quaisquer pingentes ou colares de “proteção”.


A Bíblia diz: “Sujeitem-se a Deus; mas oponham-se ao Diabo, e ele fugirá de vocês.” (Tiago 4,7) Como você pode se sujeitar a Deus? Por obedecer e servir a ele. Se fizer isso, pode ter certeza que Satanás e os demônios não vão controlar você.

O QUE APRENDEMOS DAS AVES

O que aprendemos das aves

‘Pergunte às aves dos céus, e elas o informarão. Quem dentre todas elas não sabe que foi a mão de Jeová que fez isso?’ — Jó 12,7.9.

MAIS de três mil anos atrás, um homem chamado Jó viu que as aves podem nos informar muito sobre as obras de Deus. O comportamento das aves também foi tema de várias parábolas e comparações na Bíblia. Muitas referências bíblicas a aves nos ensinam lições importantes sobre a vida e sobre nossa amizade com Deus.

O NINHO DA ANDORINHA



Quem morava em Jerusalém conhecia bem as andorinhas. Elas faziam ninhos nos cantos dos telhados. Todo ano, algumas andorinhas faziam seus ninhos no templo de Salomão. É provável que elas achassem o templo um lugar tranquilo e seguro para criar seus filhotinhos.

O Salmo 84, que foi composto por um dos filhos de Corá, fala de ninhos de andorinha no templo. Os filhos de Corá tinham o privilégio de servir no templo só por uma semana a cada seis meses. Mas o compositor desse salmo queria ser como uma andorinha, que podia morar na casa de Jeová. Ele disse: “Como é belo o teu grandioso tabernáculo, ó Jeová dos exércitos! Todo o meu ser desfalece de saudade; sim, estou fraco de tanto ansiar pelos pátios de Jeová. . . . Até mesmo o pássaro encontra uma casa ali e a andorinha um ninho para si, onde ela cuida dos seus filhotes perto do teu grandioso altar, ó Jeová dos exércitos, meu Rei e meu Deus!” (Salmo 84,1-3) Será que nós também temos esse desejo forte de sempre nos reunir com o povo de Deus, junto com os nossos filhos? — Salmo 26,8.12.

A CEGONHA MIGRA NA HORA CERTA



O profeta Jeremias escreveu: “A cegonha nos céus conhece as suas estações.” Na região onde Jeremias morava, dava para observar a migração das cegonhas. Um relatório mostrou que, durante uma primavera, mais de 300 mil cegonhas-brancas migraram da África para o norte da Europa, passando pelo vale do Jordão. Assim como outras aves migratórias, as cegonhas “se apegam ao tempo do seu retorno”. (Jeremias 8,7) É como se elas tivessem um relógio interno com um alarme que dispara na hora certa. Assim, milhares de aves voltam para casa para passar o verão.

O Atlas Collins da Migração das Aves * diz: “O mais incrível é que a migração das aves ocorre de modo instintivo.” Jeová Deus criou as aves migratórias com uma sabedoria natural. Elas conhecem as estações por instinto. Nós também podemos discernir o tempo em que vivemos. (Lucas 12,54-56) Só que, diferente das cegonhas, não fazemos isso por instinto. Precisamos do conhecimento de Deus para entender em que época estamos vivendo. Nos dias de Jeremias, os israelitas não prestaram atenção ao que estava acontecendo em volta deles. Deus explicou qual era o problema: “Eles rejeitaram a palavra de Jeová; que sabedoria eles têm?” — Jeremias 8,9.

Assim como a cegonha, é importante discernir o tempo. Hoje existem muitas evidências de que estamos nos “últimos dias”, como diz a Bíblia. (2 Timóteo 3,1-5) E você, reconhece que estamos no tempo do fim?

A ÁGUIA ENXERGA LONGE



A Bíblia fala muitas vezes da águia. É comum ver essa ave elegante voando nos céus da Terra Prometida. Como a Bíblia diz, a águia faz o seu ninho em lugares bem altos e “de lá ela procura alimento, seus olhos enxergam longe”. (Jó 39,27-29) A águia tem o olho tão bom que consegue enxergar um coelho a um quilômetro de distância.

Assim como a águia consegue enxergar longe, Deus consegue ver o que vai acontecer no futuro. Ele diz: “Desde o princípio anuncio o final, e desde os tempos antigos as coisas que ainda não foram feitas.” (Isaías 46,10) A sabedoria de Jeová e sua capacidade de ver o futuro são impressionantes. Por isso, fazer o que Jeová diz é o melhor para nós. — Isaías 48,17-18.

A Bíblia fala que as pessoas que confiam em Deus são como águias. Isaías 40,31 diz: “Os que esperam em Jeová recuperarão as forças. Voarão alto como as águias.” Para conseguir voar alto, a águia aproveita uma coluna de ar quente. Daí, abre as asas e fica voando em círculos dentro dessa coluna de ar. Assim, ela sobe cada vez mais. A águia consegue pairar e voar por longas distâncias sem usar suas próprias forças. Do mesmo modo, os servos de Jeová confiam que ele lhes dá “o poder além do normal”. — 2 Coríntios 4,7-8.

“A GALINHA AJUNTA SEUS PINTINHOS”



Pouco antes de morrer, Jesus olhou para a capital de Judá e disse em tom de tristeza: “Jerusalém, Jerusalém, que mata os profetas e apedreja os que lhe são enviados . . . Quantas vezes eu quis ajuntar seus filhos, assim como a galinha ajunta seus pintinhos debaixo das asas! Mas vocês não quiseram.” — Mateus 23,37.

Uma das características mais fortes das aves é o modo como elas tentam proteger seus filhotes. As aves que fazem ninhos no chão, como as galinhas, precisam ficar sempre atentas a possíveis ameaças. Quando uma galinha vê um gavião voando perto de seus pintinhos, ela cacareja alto. Os pintinhos entendem o alerta e correm para debaixo das asas dela. Eles também ficam ali para se esconder do calor do sol ou de chuva forte. Do mesmo modo, Jesus ofereceu proteção espiritual aos habitantes de Jerusalém. E hoje ele nos oferece proteção e alívio dos problemas e das ansiedades da vida. — Mateus 11,28-29.

Com certeza, essas aves podem nos ensinar muitas lições. Da próxima vez que você observar uma delas, lembre-se das comparações que a Bíblia faz. A andorinha ensina você a dar valor ao local que usamos para adorar a Jeová. Você pode confiar que Deus vai lhe dar poder para “voar alto” como as águias. Busque a proteção espiritual que Jesus oferece, assim como os pintinhos buscam proteção debaixo das asas da galinha. E lembre-se da lição da cegonha: é preciso prestar atenção no tempo em que estamos vivendo.